Mignon

Mignon

Um rapaz de linho antigo avança pelo rio… És tu, minha amada? Convoco-te No incauto exercício da Memória: Sabores de suor A pele transida na fímbria do universo A vida e a língua equilibrando-se no gume da lucidez Transbordando as nossas águas já quase sem terra para humedecer Meu corpo desidratado no teu E tu…

Ciclos

Ciclos

  Foi tudo ilusão, De repente, certezas claras Tomaram vulto na escuridão, Brincadeiras com intensão? Foi tudo ilusão? Vozes soltas em vão, Desilusão, Por medo ou diversão? Tem que haver uma explicação. O silêncio é o exílio da salvação? Covardia ou falta de consideração, Tudo em vão, Sentimentos largados ao chão, Sangria em expansão, Dor,…

Sentimentos

Sentimentos

    Enxergo um amanhã, Sem deslumbres e enfeites Focado apenas em sentimentos Difíceis, complexos, convexos, Intensos na amplitude da alma Profundamente abrangentes. Sem dor, sem fadiga, sem angústia Somente estar num estar…   

Encantamento

Encantamento

  Beleza ímpar Talento admirável Mãos macias e delicadas Olhos negros, profundos Cabelos macios, sedosos A boca carnuda, delicada Mistério da tigresa interior Um dia Rainha, Destemida, aventureira Num outro um anjo, Valente em seu cavalo de aço. Múltiplas facetas de um ser encantado Vive na magia dos sonhos Num universo paralelo Onde existencialmente O…

Pôr do Sol

Pôr do Sol

   A sensibilidade de sentir o Universo, Sentimentos expostos ao pôr do sol, Numa travessia tortuosa, Onde nos perdemos Nas ondas da vida… 

Anjo

Anjo

  Um anjo veio me visitar Chegou leve, solto Com sorriso cativante Trouxe com ele A leveza do ser iluminado, Pureza e delicadeza. Entrou sem cerimônia, Sem perguntar, Se instalou, deixou marcas E num sopro, foi embora. 

Sensações

Sensações

  A inconsistência do medo Desequilibra o sonho do viver Divergente ou convergente, Sem sentido, sem escrúpulo, dolorido. Pulsa a incerteza, Dúvidas do ser ou não ser, Do querer e não poder Sentido inverso, do avesso Sensações, angústias Abriu-se a caixa de Pandora, Sem retorno, deixou fluir Delírios sublimes, macios. O medo do ontem Tornou…

Poesia

Poesia

Um som difícil de decifrar Com tantas ilusões pairando no ar A magia do viver para viver Sem desfrutes, sem amplitudes Somente um sonho abusivo Escondido num luar obscuro, escuro Imagens desfocadas,  Totalmente desconexas De sentimentos que queimam  Sem nunca exalar!

Poesia

Poesia

  Um som cristalino ecoa na alma Com notas difíceis de entender. Sensível, à flor da pele, Dolorosamnete angustiante Emergindo sorrateiramente Conduz as batidas do coração Num rítmo intenso, preciso e conciso. Um som que lentamente sopra e ecoa…

Trocar Olhares

Trocar Olhares

Falando sério, Preciso olhar nos olhos Para ver, Ou não ver Deixar o rio fluir, Seguindo a correnteza Que trará, Ou levará Sendo assim, Preciso olhar nos olhos, Apenas preciso Sentir no olhar As palavras Escondidas no fundo da alma, Que nunca foram ditas, Quaisquer que sejam. Trocar olhares… Definir o indefinível? Ainda assim Preciso…

Entre palavras

Entre palavras

Aquelas que foram ditas ou não. Capitulo 1 – Esconder ou deixar viver? – ” Eu poderia ver a perfeição se meus olhos não fossem todo o tempo vedados por seus caprichos. Onde esconde a luz? Posso sentir a poeira que escondeu embaixo do tapete, não me prive do tato. Arranque de mim a sensação…

DELÍRIO (QUANDO EU TE DESEJO)

Quero a tua boca Tirar a tua roupa Descer pelos seios Afrouxar meus arreios E ficar muito louca Te provar gota a gota No tesão do teu sexo Côncavo, convexo Passar pela ponte Me afogar em tua fonte A mão que aperta As tuas pernas abertas Uma voz que sussurra Ou um gozo que urra…

Este site apresenta conteúdo erótico, sendo indicado somente para maiores de 18 anos. Permanecendo no site, você afirma ter idade requerida, eximindo a administração do Lesword de qualquer responsabilidade legal mediante a quebra das leis de Censura e de Proteção ao Menor e Adolescente. Literatura Lésbica. Cultura Lésbica. Histórias Lésbicas.